Neelophar (Tatiana Henrique)
 

Na área terapêutica: atua com práticas terapêuticas há 20 anos: Reiki (Mestre), Reflexologia Podal e técnicas corporais ayurvédicas.

 

Na área artística: Atriz e contadora de histórias, com Mestrado em Memória Social, na Uni-Rio. Tem formação como atriz na Escola Técnica de Teatro Martins Pena. É também licenciada em Letras, pela UNESA e possui extensão em Cultura e História africana e afrobrasileira, pela UERJ. Sua formação complementar na área artística inclui cursos e oficinas com artistas e companhias como Renata Carrieri, Augusto Omolu e Amok Teatro.

 

Atua com contação de histórias há 16 anos, tendo desenvolvido sua pesquisa cênica na linguagem corporal e nas mitologias africanas, ameríndias e hindu. É co-organizadora do Festival Carioca de Contação de Histórias. Representou o Brasil nos eventos The Art of Storytelling, Miami Book Fair e PanAfrican BookFest (EUA), neste como storyteller-in-residence. Participou de eventos em diversas instituições, como Museu do Índio, Centro Cultural Banco do Brasil, Fundação Palmares, Caixa Cultural, Centro Cultural dos Correios, Espaço SESC e Museu de Arte Contemporânea de Niterói/RJ.

 

Como atriz apresenta atualmente os solos "Ela se vinga com um monólogo", baseado no conto "Monólogo" de Simone de Beauvoir, direção de Marília Gurgel e "Mulher é outra coisa" - baseado nos mitos de Lilith, Iansã e Medéia (apresentado na Mostra SESC Cariri e no CCBB RJ). Como performer, atuou no SESC Rio com a intervenção "ChAmamento", com ações inspiradas nos orixás femininos do Candomblé e Umbanda, Nanã, Iansã, Iemanjá e Oxum. Atriz no espetáculo "O que Fazem as Meninas quando Desabrocham?", baseado em contos de Mário de Andrade, direção de Eduardo Vaccari. Por este espetáculo ganhou os prêmios de Melhor Atriz no V Festival Nacional de Teatro de Juiz de Fora/MG e Destaque Atriz na V Mostra de Teatro Estudantil, no CCBB RJ.

 

Com a Pandorga Companhia de Teatro, integra o elenco dos espetáculos infanto-juvenis "O Menino que Brincava de Ser", inspirado no livro homônimo de Georgina Martins, direção de Cleiton Echeveste, e "Cabeça de Vento", com texto e direção de Cleiton Echeveste.

 

Como palestrante e oficineira, participou de eventos na UFBA, UFRJ, UFF, UFRRJ, CCBBs RJ e SP, FAV (Faculdade Angel Vianna), Bienal do MERCOSUL, Festival Nacional de Teatro de Juiz de Fora/MG e Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica.

 

Foi coordenadora pedagógica e educadora em diversos espaços culturais, como CCBB Educativo (em Rio de Janeiro e São Paulo), Centro Cultural Correios, Centro Cultural Helio Oiticica, Planetário da Gávea e outros. Realizou o projeto Griôs no Teatro, pelo programa Mais Cultura nas Escolas/MinC. Desenvolve o projeto de teatro-educação Kilandukilu, teatro afro-brasileiro para crianças.

 

É editora técnica do livro “Performance e Antropologia de Richard Schechner”, organizado por Zeca Ligiéro. É co-autora do livro "Propostas pedagógicas para o ensino de História e Cultura Africana e Afro-brasileira". Participou como professora-bolsista do 1º Curso EAD de Aperfeiçoamento em Relações Étnico-Raciais – UNIAFRO, organizado pelo Instituto Federal de Brasília – IFB, responsável pelos módulos "História e Cultura Afro-brasileira" e "Arte e Cultura Afro-brasileira".

EQUIPE